01 dezembro 2008

Escola de Propaganda

convite]011

Nesta quinta, será lançada oficialmente a ESCOLA DE PROPAGANDA, uma inciativa de Rosângela Maiorana Kzam e Márcia Ledo, com apoio da Sinapro-PA e ABAP-PA, e parceria do IBMEC.

Aqui você pode ler uma entrevista com Márcia Ledo, sobre a iniciativa.

Por que montar uma Escola de Propaganda em Belém?

Na verdade era uma vontade antiga minha e da Rosângela (Maiorana Kzam) desde que realizamos juntas alguns eventos voltados ao mercado publicitário quando eu estava na presidência do Sindicato das Agências de Propaganda do Pará, e lá, em contato com muitos estudantes, percebemos que o mercado ainda pedia um modelo voltado ao exercício prático da profissão, em formato mais compacto e que pudesse colocar o aluno em contato direto com o que eu chamo de "vida real", o dia-a-dia do negócio da propaganda. E é isso que a nossa Escola de Propaganda vai fazer. Colocar profissionais-professores e alunos em um nível de discussão de mercado, na real, como se estivesse numa agência.

A quem ela se destina?

A pessoas que já conheçam a área, atuando em agências ou empresas (na área de comunicação e marketing) e que queiram adquirir novos conhecimentos através da troca de experiências com os experts do mercado. Também interessará aos alunos dos semestres mais avançados dos cursos de publicidade para que vivenciem seus conhecimentos. E até para formados que ainda não tiveram a oportunidade de ingressar no mercado. A Escola é um curso livre, de extensão, que não se propõe a concorrer com graduações ou pós-graduações. Mas sim, vem a preencher uma lacuna mercadológica.

As aulas vão acontecer no esquema padrão das outras universidades?

Será bem diferente, com apenas 12 meses de duração distribuídos em 4 módulos, sendo cada módulo pré-requisito para o próximo. Cada mês será ministrada uma disciplina com um profissional-professor que conheça profundamente o assunto, transmitindo seus conhecimentos práticos em 6 noites (24 horas de aula). Ao longo do curso teremos, no mínimo, três professores especialmente convidados, sendo estes de outros mercados, como Rio, São Paulo e Curitiba. Eles virão abrilhantar as aulas dos mestres locais. Para receber o certificado de Capacidade Técnica o aluno deverá ter cursado todos os módulos, e ainda, ter boa avaliação em sala de aula. Esse certificado terá a chancela das principais instituições profissionais - Abap e Sinapro - e o apoio institucional do IBMEC-RJ.

Como foi feita a escolha do corpo docente da instituição?

Todos, sem exceção, são profissionais que valem ouro no mercado pela sua trajetória e experiência, sendo por nós reconhecidos como mestres. A primeira turma, que terá aula inaugural no dia 21 de janeiro contará com a presença do Prof Cleuton Carrijo, profissional do Paraná e Prof do IBMEC-RJ. De fevereiro em diante teremos Guarany Jr (ORM), Guto Chady (CA), Oswaldo Mendes (Mendes), Glauco Lima (DC3), Marcia Argolo (Norte), Castilho Jr (Castilho), Orly Bezerra (Griffo), Ronaldo Salame (Imagem), Oswaldo Freitas (OMG), Fernando Nascimento (TV Liberal) e outras feras que assumirão nova turma em agosto, como por exemplo, o famosíssimo Pedro Galvão, da Galvão. A cada semestre teremos inovações no corpo docente, pois temos grandes profissionais no mercado paraense que estão dispostos a contribuir com essa nova geração que se forma.

Como está o mercado de propaganda em Belém?

A propaganda paraense sempre esteve à frente de muitos outros mercados. Às vezes falta verba, mas não falta criatividade em nossas agências, basta ver a frequência com que elas recebem prêmios nacionais e internacionais. Por isso temos que fazer uma Escola nossa, nascendo dos caps do mercado e voltada para o mercado. Só quem vive o dia-a-dia da propaganda sabe o quanto é envolvido no negócio, onde a criação é apenas a ponta do iceberg que os outros vêem. Muito é investido em pesquisas, estratégias, planejamento e na própria gestão da empresa para que ela tenha sucesso. E é sobre isso tudo que vamos abordar. Na Escola de Propaganda nós iremos muito além do que os olhos dos consumidores podem ver. E para os alunos, fica a boa notícia: sempre tem oportunidade para os melhores. A dica é se preparar para ser um desses vencedores.

8 comentários:

  1. Ôba. Fico feliz de ver o povo de minha cidade crescendo, se fortalecendo através do conhecimento e, acima de tudo, reconhecendo os nossos valores.

    Bola pra frente, meninas. Sucesso.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Suzana Magalhãesseg dez 01, 03:43:00 PM

    Nossa, que ótimo para Belém, profissionais e estudantes. Espero que essa idéia cresça e se solidifique.
    Parabéns para as idealizadoras e um abraço especial para a Márcia Ledo - que é um talento.

    :D

    ResponderExcluir
  3. Pela Márcia, Glauco e Galvão deve valer a pena.

    ResponderExcluir
  4. Ronaldo,
    Essa última resposta é surreal! Falamos mesmo de Belém?
    OLha, que as crianças de hoje não acreditam mais em papai-noel.
    Quem me dera um cenário assim...

    ResponderExcluir
  5. Olha, concordo com a pessoa acima. Cara, NUNCA presenciei este cenário aqui nesta cidade.

    ResponderExcluir
  6. A escola tem tudo pra ser um sucesso. Deveria valer como período de estágio para os universitários.
    Com certeza, o profissional que chegar na Duplla com este curso no currículo vai estar um passo a frente de seus concorrentes.
    Sucesso.

    Abilio Couceiro
    Duplla Comunicação

    ResponderExcluir
  7. Era o que faltava no Mercado Paraense, pois, muitos Jovens saem das Universidades sem uma noçaõ do que vão enfrentar lá fora.

    ResponderExcluir
  8. Agradeço as palavras de incentivo postadas na certeza de que a Escola vai escrever um novo capítulo da Propaganda paraense. O site ainda está em construção, mas as informações estão disponíveis a partir de 05/01/09 na sede do Sinapro e na Abap (91) 3225-0389 ou ainda por email contato@escoladepropaganda.com.br

    Marcia Acatauassú Ledo
    Sócia-Diretora da Escola de Propaganda do Pará

    ResponderExcluir

Lembre-se que esse blog não é um ringue de boxe ou um octágono para que rolem as porradas.